quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Cannelés de Bordéus



Vivi os meus primeiros anos em França e ainda tenho muitas recordações apesar de ser muito pequena. Pensando bem... muitas recordações giram à volta da comida, especialmente dos doces.

Lembro-me bem das festas de aniversário e dos bolos que a minha mãe fazia. Ficavam sempre tão bonitos! Lembro-me tão bem da deliciosa Galette des Rois e da bela coroa dourada que vinha com ela e que eu tanto gostava. Lembro-me dos crepes que se vendiam na rua. A combinação Nutella e banana era a minha preferida. Lembro-me tão bem dos croissants com a sua massa perfeitamente estaladiça... Sim, tenho muitas recordações doces.

Isto tudo para dizer que não me lembro de ter alguma vez experimentado esta especialidade francesa, os cannelés de Bordéus. Como é possível? Vi pela primeira vez estas delícias no blog da Sandra, Marmita e li a receita original da Mimi Thorisson, no blog Manger. O resultado agradou muito e a receita é de fácil preparação.


quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Galette de S. Valentim (Maçã e Framboesa)/ Valentine Galette (Apple and Raspberry)




Hoje celebra-se o dia do Amor e como tal, nada mais adequado do que uma receita doce e bem romântica.

Esta galette que vos trago é  versátil e poderão escolher qualquer fruta para o recheio. A combinação maçã e framboesa é infalível e o toque do cardamono na massa eleva esta tarte, tornando-a ainda mais irresistível! Se quiserem tornar a cena mais pecaminosa ainda, sugiro que juntem uma bola de gelado de baunilha bem generosa.

Vamos celebrar o amor?


quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Pão de Deus (God´s Bread)



Não vou dizer que sempre gostei de cozinhar, porque não estaria a ser sincera.

Durante muito tempo, cozinhar era, para mim, uma obrigação. Nem tinha grande gosto em desempenhar essa tarefa, nem especial jeito para a coisa. É engraçado como as coisas mudam... 

Na verdade, cozinhar pode ser bastante terapêutico... algo que ajuda a libertar o stress diário. Ah, e não esquecer a música. Eu ouço sempre música quando cozinho. E vocês? 

Desta vez, trago uma receita de um favorito cá de casa. Quem é que não gosta de um delicioso Pão de Deus? Recheado com queijo? Simples? A receita foi adaptada do livro de receitas "É doce é Yammi " e o resultado foi este. Usei farinha de trigo integral e na massa optei pelo açúcar de coco. 

Receita a repetir várias vezes! 



quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Biscoitos de Tâmaras, Chocolate e Gengibre




Esta é a primeira receita que partilho este ano. Como não podia deixar de ser... trago uma receita doce... mas tem fruta, ok? 

Devo acrescentar que estes biscoitos são uma verdadeira tentação e não aguentaram muitos dias cá em casa (e os meus filhos são difíceis de contentar!). Para os amantes de biscoitos de chocolate, fica aqui uma versão diferente e perfumada com especiarias. 

Ficaram curiosos? Experimentem e deixem os vossos comentários!




sábado, 30 de dezembro de 2017

Bundt Cake de Laranja e Arandos / Orange and Cranberry Bundt Cake



O Natal já passou e estamos todos agora a pensar na festa de fim de ano. O ano de 2017 já era e todos ansiamos por um ano novo que nos traga saúde, felicidade e muitos motivos para sorrir.

Apesar desta ser uma época mais nostálgica para mim (é estranho porque é uma nostalgia que não consigo entender nem explicar, mas é algo que sinto fisicamente...), não costumo fazer balanços nem pensar muito no que fiz ou deixei de fazer. Boas ou más, as decisões que fui tomando ao longo do ano trouxeram-me até aqui, hoje. Espero apenas, que em 2018 tenha a capacidade de tomar as melhores decisões e, quando isso não acontecer, que tenha a humildade de aprender com as más. 

Não queria acabar o ano sem vos deixar uma última receita. Simples, doce e tão fácil de confeccionar.
Há algo de festivo nesta combinação da laranja com os arandos e o glacé dá uma ar de graça a este bolo delicioso.

A todos os seguidores e visitantes do blog, desejo um Ano Novo feliz. 




terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Rolinhos de Açafrão e Canela/ Saffron & Cinnamon Rolls



Por aqui a azáfama é muita... faltam embrulhar os últimos presentes, fazer as últimas compras para a ceia de Natal, tratar dos preparativos para mesa ficar bem bonita e elegante (marcadores, menu, centro de mesa, escolher a toalha...), decidir as sobremesas e doces que vão fazer parte a Consoada... enfim, ainda há muito trabalho a fazer e o tempo é  curto.  Fica o conforto de saber que, este ano, a consoada é num domingo,  o que me dá mais umas horas de avanço para preparar tudo.

Gosto desta época do ano e poderei dizer que sou "Natalaholic" (acabei de inventar uma palavra!), que é o mesmo que confessar que sou doente pelo Natal. Sou pior que os meus filhos! Sim, gosto de colocar música natalícia durante esta quadra (de forma, talvez, um pouco exaustiva!). Sim, quando estou em casa tenho sempre as luzes da árvore de Natal ligadas (espanta-me que chegue a casa à noite, depois do trabalho e que os meus filhos, que chegam bem mais cedo que eu, não se tenham lembrado de as ligar!). Sim, faço questão de ir a Lisboa ver as decorações natalícias na zona da Baixa (eu sei...são apenas luzes e é um desperdício de energia!). Sim, perco imenso tempo a embrulhar os presentes e dou-lhes sempre um toque pessoal (e depois tudo será rasgado e terá como fim o caixote do lixo!). Sim, penso no menu da Consoada com muita dedicação e tendo a exagerar na oferta (acabando por sobrar imensa comida...se bem que nada vai para o lixo!). Sim, gosto de acolher a família nesta noite e faço os possíveis para que se sintam confortáveis e, sobretudo, felizes. As conversas, as gargalhadas, as histórias, as discussões (saudáveis) sobre este ou outro assunto da actualidade... tudo à volta de uma mesa carregada de coisas boas e de boa energia. Por isto tudo, e muito mais, adoro o Natal.

Esta receita que trago hoje será, provavelmente, a última que partilho antes do Natal. Escolhi estes bolinhos por serem leves, perfumados e tão saborosos que o difícil será comer apenas um. Bem sei que não fazem parte dos nossos doces tradicionais de Natal, mas não faz mal nenhum quebrarmos a tradição, não acham?

Feliz Natal a todos!





terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Bundt de Tangerina (Tangerine Bundt)




Por esta altura, cheira a filhós, sonhos e rabanadas por todo o lado, mas apesar de adorar muitos destes doces natalícios, por vezes o que apetece mesmo comer é um simples bolinho. 

Quem não gosta de bolo de laranja? Ou de limão? Ou, porque não, de tangerina? Com tantas tangerinas por casa, a escolha tornou-se fácil... 

Este bolo é bem simples de confeccionar e tem um aroma irresistível. Garanto que uma fatia bem generosa juntamente com uma reconfortante chávena de chá fazem milagres!

A forma que utilizei é da Nordic Ware e o modelo chama-se Kugelhopf. Se quiserem saber mais sobre estas formas maravilhosas, passem pelo site da Loja Tarte de Limão.




terça-feira, 28 de novembro de 2017

Galette de Pera e Maçã com Cardamomo





Aproxima-se a passos largos, a época do ano que é, para mim, a mais bonita. Sim, confesso que adoro a quadra natalícia e quem me conhece sabe que falo a sério.

Adoro as luzes e os enfeites da árvore de Natal, os clássicos de natal cantados pelo grande Sinatra, as ruas enfeitadas e vestidas a rigor, as montras gulosas das pastelarias que se enchem de doces típicos. Gosto de escolher cuidadosamente os presentes que quero oferecer e faço questão de dar sempre um toque pessoal ao embrulho. Gosto de enfeitar a casa e sentir o calor do espírito natalício. Perco-me com o sorriso e as gargalhadas doces dos meus filhos, enquanto decoramos a árvore de Natal e derreto-me com a maneira cuidada com que montam o presépio e levam aquela tarefa tão a sério. 

Muitos dirão que o Natal já não é o que era, que não passa de uma operação de marketing que origina um consumismo desenfreado, que perdeu a magia... que isto, que aquilo... Para mim, o Natal é o que quisermos fazer dele. Se quisermos fazer dele algo especial e bonito, assim ele será. 

Enquanto esperamos pela entrada oficial na quadra festiva, deixo aqui uma receita fácil de confeccionar e muitíssimo saborosa. Esta galette ficou simplesmente divinal e por isso vos convido a experimentarem a receita. Prometo que não desilude!

Fica também a sugestão para quem, como eu, se perde por artigos de decoração, que espreitem o novo catálogo da marca Kasa do Continente (cliquem aqui para ver o catálogo online). O bonito castiçal dourado e o giríssimo prato de sobremesa branco e verde que aparece nas fotos é da nova colecção! Esta colecção está cheia de artigos elegantes e difíceis de resistir... 

 

domingo, 5 de novembro de 2017

Tarte de Abóbora




Já estamos em Novembro? Já estamos quase a entrar na quadra natalícia? Como é que isso aconteceu? 

É incrível a rapidez com que o tempo passa. Sei que parece um "cliché", que é uma frase já dita quase por todos, mas não deixa de ser um facto. Ainda há instantes, o meu filho mais velho veio ter comigo, com um álbum de fotos minhas na mão, a perguntar-me: "Esta era a tua turma? Tu eras esta?" - apontando com espanto, para uma menina de 5 anos, bochechuda, com uma franja enorme e rabo de cavalo. Engraçado como me lembro tão bem daquela sweat-shirt azul com o número "5" com que apareço na foto. Adorava aquela camisola! E assim, estivemos os dois entretidos, eu a recordar alguns episódios da minha infância (que recordo como se tivessem acontecido ontem) e ele, com ar admiradíssimo a olhar para as fotos, como se só naquele instante se tivesse apercebido que também a mãe dele fora criança tal como ele é agora.

Sim, o tempo passa... e qualquer dia será o meu filho a mostrar as fotos da sua infância aos seus próprios filhos. Espero que também ele lhes diga que teve uma infância feliz e lhes fale dos docinhos que a mãe fazia, tal como esta deliciosa Tarte de Abóbora! 

Esta tarte tem tudo a ver com o outono. É reconfortante, tem especiarias que lhe dão um aroma e sabores quentes que combinam na perfeição com a abóbora. O contraste entre a base crocante e o recheio cremoso é irresistível e faz desta tarte uma séria candidata à mesa de doces do Natal. 


quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Tarte de Pera com especiarias e crumble




O Outono já chegou, mas só mesmo no que diz respeito ao calendário, pois as temperaturas teimam em não baixar e as tardes ainda convidam a dar um salto até à praia. Ainda assim, a receita que vos trago, apesar de outonal, é perfeita para qualquer ocasião. 

Esta tarte foi feita sem produtos refinados, mas obviamente que poderão fazer algumas alterações à receita, de acordo com as vossas preferências. Eu tento sempre utilizar produtos, do ponto de vista nutricional, mais saudáveis... mas não sou fundamentalista. 

Ah... e para os mais gulosos, aconselho uma boa dose de gelado de baunilha para acompanhar uma fatia desta tarte deliciosa. Prometo que não se vão arrepender!